tempo todo amor

Tempo para todo amor

Se a gente começasse hoje, agora, teríamos tempo para todo o amor? Tempo de viver por quarenta anos juntos? Por quanto tempo seria o nosso resto da vida? De quanto tempo precisaríamos para sabermos que não mais deixaríamos de sermos? Pra sempre dois, feito dupla de um só, dá tempo?

O que construiríamos? Filhos? Casa de praia? Viagens? Conversas e enroscos depois das crianças irem pra cama e antes de acordarem com medo de monstros de madrugada? Acharíamos graça disso tudo?

Nossa paciência seria ampliada para suportar nossas vulnerabilidades? Sua vontade de seduzir o mundo, minha vontade de liberdade. Nosso desejo incontrolável de estarmos ocupando o mesmo espaço ao mesmo tempo. Teríamos tempo.

Teríamos tempo para todas os mares que pretendemos surfar? E os filmes que você quer me mostrar? E as nossas ideologias, sob qual cartilha vamos sobreviver? Será que você me entende? E nossas comidas preferidas? De que lado da cama você dorme? Prefiro o da parede, me sinto mais segura.

Passada a idade crítica dos 40, 50, depois disso já seria o resto da vida? Me solta não, segura na minha mão, tenho tanto medo de me perder de ti depois de tanta espera… Você vem?

Você faria àquela tapioca crocante que você vira jogando pro alto só pra mostrar que no seu sangue corre um pouco do meu? Eu prometo tentar de ajudar a cozinhar e fazer um molho cujos ingredientes, pelo menos, se misturem um com o outro. Teríamos tempo pra um café da manhã sem hora? Aquele sábado de manhã que só acorda mesmo depois das três e do sexo, sabe? Você sabe?

Podemos ser amigos. Podemos durar o resto da vida. Podemos acabar no mês que vem, quando virarmo aquela esquina. Cuidado! Um carro. Ia atropelando nossos sonhos. Freia. Solta. Abriu o sinal.

Por quanto tempo na vida a gente espera pelo amor de uma vida? Quanto tempo dura a paixão em banho Maria? Por quanto tempo a gente estanca um amor? Existe um “entrelugar” nosso nessa distância toda, onde a gente se encontra em vontade, em desejo, em saudade.

Se a gente começasse hoje, a gente teria tempo de viver um para sempre? A encontraria esse amor do qual se anda tão descrente? Por um dia, por um mês, uma história. Um longa, um curta, um HQ com beijo ilustrado no final.

Daria tempo? Se a gente começasse hoje, seria “só o começo do fim das nossas vidas, deixa chegar o sonho, prepara uma avenida que a gente vai passar”.

Te espero.

Ps. a frase entre aspas é um trecho da música do Los Hermanos – Conversa de botas batidas. É linda, tá aqui.

Se você não leu a crônica da semana passada, só clicar aqui.

E se deixa nos comentário aqui embaixo que eu fico tão feliz :).

4 Comentários

  1. Fatima

    Ah o amor… voce ama pq vive ou vivve pq ama? Nao esqueço de viver meus sonhos seja em que altura da vida esteja.

    1. Luciana Targino

      Isso, tia! Os sonhos nem idade têm, para eles, somos sempre jovens e cheias de vigor. E somos mesmo. 🙂

  2. Lucia marques

    oi Lu…sim daria tempo sim… esquece o ontem e se concentre e invista no hoje e no agora… o amanhã vai acontecendo e nós vamos amadurecendo e nos entregando e aproveitando os bons momentos., quanto aos momentos ruins, frustrações e desilusões vamos esquecendo e perdoando… e vivendo um dia por vez.😍😘

    1. Luciana Targino

      “Vamos esquecendo e perdoando”, melhor conduta para uma vida feliz :))). Bjs com todo carinho.

Mais Sem categoria