Crônicas

Toda quarta-feira, seis horas da manhã, tem um texto novo aqui pra você começar o dia :).

Abraço é refúgio

Abraço é esconderijo e é um mundo inteiro, é instante e vida longa, é saúde pra alma e pra imunidade.

Saudade

Saudade Bicho estranho, peçonhento faz morada aqui dentro

#forabolsonaro: Manual do que fazer em 2022 até a gente tirar o Bolsonaro:

Confia que vai dar certo. É só seguir aqui o mês a mês.

Covid, dois anos depois: um relato

Dois anos depois de fugir loucamente, peguei a Covid-19 em 2022. Aqui, um relato dessa exaustão.

2022, a virada em movimento

. Mas dentro de mim, dessa metade que não se aparta de mim, tem a esperança, tem a fé na esperança...

2021, o ano que… sei lá que ano foi esse.

"2021: o ano que... sei lá que ano foi esse" é a última crônica deste ano que... sei nem adjetivá-lo porque que ano doido.

Distopia Utópica

Que este ar que tanto nos faltou - essa distopia - não nos seja tomado novamente por uma correria que adoece. Utopia.

Escrever no Brasil é escrever contra

Criar um lugar nosso, um pensar nosso, uma forma de nos enxergarmos, nos reconhecermos, nos respeitarmos e nos valorizarmos.

O pior do Brasil em uma noite

O pior do Brasil em uma noite: estupro, roubo, bala, açoite, humilhação, constrangimento, coerção - MEDO.

Não é porque eu não escrevi que eu não vi

"Não é porque eu não escrevi que eu não vi" é uma crônica pra falar do que eu não vinha falando, mas que não dá pra me furtar de falar.

A pureza do sorriso das crianças

Eu fico com a pureza do sorriso das crianças. Uma vida que volta a sorrir.